Desde o pré-escolar...

Reparo pelo que acompanho na vida diária das crianças e dos pais que a questão de quando entrar para a escola continua a ser algo que deixa os pais frustrados e preocupados: "será que o estou a colocar na escola na altura certa?" "será que o meu/minha filho/a vai sofrer e deveria continuar no pré-escolar a brincar por mais um ano?"

Estas e muitas mais questões assoberbam as cabeças dos pais e enchem-nos de responsabilidade quando pensam no melhor para a criança.

O pré-escolar serve para BRINCAR. Claro que existem regras e limites que são necessários até para uma maturidade emocional de adaptação à próxima etapa que é a escolinha e que faz parte do desenvolvimento normativo da criança mas... não nos podemos esquecer: é a brincar que a criança aprende a crescer.

As minhas áreas de intervenção no pré-escolar passam por...

-Perturbações do Desenvolvimento - Autismo, atenção, memória, concentração, linguagem, interação social;

-Estados de dependência emocional;

-Desenvolvimento de competências (autoestima, confiança, segurança);

-Direcionamento positivo (muitas vezes revelam intolerância à frustração consequente de inseguranças sentidas no seio familiar e/ou necessidade de aprovação do outro);

-Dinâmicas relacionadas com hábitos saudáveis, fazendo sempre por promover a continuidade educativa familiar tão importante para a autonomia e felicidade da criança;

-Toda e qualquer questão menos saudável que ocorra com a criança ou os pais, passa a ser mais fácil de resolver quando partilhada.

Alguma questão, entra em contacto comigo! Grata.